Com as etiquetas: ideias Mostrar/esconder comentários | Atalhos de teclado

  • Rúben Martins 22 May 2015, às 14:34 Permalink |
    Etiquetas: , ideias, , ,   

    Que dizem de usarmos o http://www.invisionapp.com/ ou outro semelhante para o desenvolvimento do design? Para alem de termos o trello este invisionapp viria a nos ajudar no design onde todos os integrantes do grupo de design pudessem comentar e expor as suas ideias directamente nos wireframes do site o que acredito que ajudaria imenso a nos manter-mos focados e organizados.

    Que dizem de vossa justiça? 😛

     
    • kareca 22 Mai 2015, às 14:57 Permalink | Inicie a sessão para responder

      *usarmos

      Quanto à minha experiência, é uma ferramenta porreira para mostrar transições e as versões responsive dos projetos (isto na passagem do design -> development).

    • Malik Piarali 22 Mai 2015, às 16:17 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Nunca utilizei mas parece uma ferramenta bastante interessante Rúben.

    • Nuno Morgadinho 29 Mai 2015, às 15:15 Permalink | Inicie a sessão para responder

      @ruben-martins é uma ferramenta interessante para quando se pretende uma aprovação formal do design. No caso do site da comunidade acho preferível avançarmos com um starter theme (e.g. foundationpress) e iterar sobre essa base, i.e. o pessoal do design/UX ir propondo/fazendo alterações através de pull requests de html/css.

      A maneira como a comunidade deve funcionar é como o WordPress funciona também: através de patches e pull requests. Tudo o resto é, como diria o @jose-freitas, tesão de mijo.

  • Álvaro Góis 14 Nov 2014, às 16:48 Permalink |
    Etiquetas: ideias   

    Por que é que a informação dos utilizadores na administração do WordPress só inclui a informação sobre artigos? Não deveria também incluir sobre as páginas de que o utilizador é autor?

     
  • Álvaro Góis 11 Oct 2014, às 15:39 Permalink |
    Etiquetas: ideias,   

    Alguém já testou isto? Comentários?

     
  • Álvaro Góis 2 Oct 2012, às 11:45 Permalink |
    Etiquetas: , ideias,   

    Já tenho trocado algumas ideias e auscultado a opinião de algumas pessoas da comunidade sobre a possibilidade de se avançar com cursos e workshops ligados ao WordPress.

    Por um lado, interessa-me pessoalmente dado que a minha formação de base está a anos-luz do que o WordPress e o uso que lhe dou (e quero dar) me exige.

    Por outro, e este WordCamp reforçou essa ideia, há muita gente que procura um apoio estruturado para desenvolver as suas competências.

    Neste âmbito, gostava de saber quem é que teria disponibilidade e interesse para se desenvolver programas para estruturar formação em WordPress, desde o nível básico até áreas mais específicas.

    Acredito que também pode e deve ser um desígnio da comunidade e uma forma de aumentar a divulgação e a utilização do WordPress.

    Para quem não sabe, a empresa em que trabalho tem uma área ligada à formação. Como não somos developers e a nossa contribuição para a comunidade tem sido limitada ao apoio ao WordCamp, há já algum tempo que venho sugerindo que possamos disponibilizar as instalações e algumas horas para esta formação.

    Os moldes estão por definir mas é uma coisa que eu gostaria de esboçar nas próximas semanas para poder propor à direção uma coisa clara e com pernas para andar correr.

    A Empower está na Av. 5 de outubro, 124, 3.º, em Lisboa, tem duas pequenas salas de formação (15-20 pessoas), retroprojetor e wi-fi.

    A abertura a sugestões é total.

    PS: Não temos máquina de café mas eu comprometo-me, caso isto avançe, a arranjar uma 😉

     
    • gaspas 2 Out 2012, às 12:13 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Isso é uma excelente ideia e também acho que terá uma enorme procura. A minha formação seria mais a nível de themes e gestão das mesmas. A restante parte apesar de ter a experiência de certeza que há muita gente com mais experiência do que eu. Por isso poderia ajudar numa parte e procurar ajuda na outra.
    • Nuno Barreiro 2 Out 2012, às 12:43 Permalink | Inicie a sessão para responder

      É uma excelente ideia e podes contar comigo (para aprender e ensinar). Trata-se de todo um mundo: desde as disciplinas basilares que não são específicas ao WP (HTML, CSS, Javascript/jQuery, PHP) até aos assuntos mais focados na estrutura do WP (acções, filtros, custom fields, etc…), as possibilidades são inúmeras. Para alguém que nunca programou, a profusão de linguagens e conceitos pode ser um tanto ou quanto assustadora. Mas, como sou adepto do “learn by doing”, parece-me perfeitamente viável pensar num pequeno curso ou workshop que aborde, por exemplo, o desenvolvimento de um child theme a partir do Twenty Eleven ou do Twenty Twelve. Seria destinado a quem já tem alguma experiência em configuração de WP mas receia editar os ficheiros. Parece-me uma boa forma de introduzir os vários conceitos…. Quanto ao que eu gostaria de aprender: não me importava nada de assistir a um curso sobre customização do painel de administração, em particular no que diz respeito à gestão de ficheiros multimedia.
    • Álvaro Góis 2 Out 2012, às 13:28 Permalink | Inicie a sessão para responder

      (… ai a gestão dos ficheiros multimédia com WordPress, isso dava um curso só por si, não é @nuno-barreiro?) Obrigado pela disponibilidade. Com a colaboração que conseguiremos por certo angariar, acho que teremos formadores para fazer coisas interessantes.
    • Bruno Vaz 2 Out 2012, às 13:50 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Excelente ideia… Se a iniciativa avançar estarei bastante interessado em assistir. 🙂
    • pereirinha 2 Out 2012, às 14:27 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Acho que é uma ideia condenada ao sucesso. Não te esqueças é de considerar a acesso à distância. 😉
    • Vitor Carvalho 3 Out 2012, às 14:43 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Fantástico Álvaro! É uma ideia muito boa! 😉
  • wolfy_ 4 Sep 2012, às 16:19 Permalink |
    Etiquetas: ideias, ,   

    Olá, estava a navegar na net e descobri que existem plugins que pedem a colaboração para traduzir para outras línguas. Por sugestão do Zé vim divulgar uma ideia.

    Já reparei que têm diversas traduções na coluna lateral para ajudar a traduzir. Que tal começar a ajudar a traduzir plugin’s populares para a nossa língua portuguesa?

    Um dos plugins que encontrei para traduzir foi o WordPress SEO do yoast http://translate.yoast.com/projects/wordpress-seo

    Mas de certeza que existem mais plugins que aguardam a nossa tradução. Que acham da ideia?

     
    • Zé Fontainhas 4 Set 2012, às 16:25 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Boa. WP e-Commerce (plugin) aqui: http://languages.getshopped.org/projects StudioPress (temas) aqui: http://translate.studiopress.com/home/
    • miguelcortereal 4 Set 2012, às 18:35 Permalink | Inicie a sessão para responder

      A propósito disso também traduzi o bbPress, ainda não lhe fiz uma revisão mas está sensivelmente nas mesmas condições que o BuddyPress, tenho estado a guardar essa revisão para daqui a um tempo onde vou usá-lo num site que vai ser restruturado. Dentro de pouco tempo vou ter também a tradução completa do tema Suffusion, e do plugin Another WordPress Classifieds
    • Álvaro Góis 5 Set 2012, às 14:56 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Muito interessante. Eu tenho agendada a tradução do WooDojo. E contribuo regularmente para a tradução do Wysija. Tenho traduções desatualizadas de muitos outros plugins. O que propões é algum tipo de plataforma/repositório dessas traduções? Era giro. Os tipos do Wysija começaram agora a trabalhar com uma plataforma de tradução online que é o Transifex, mas a tradução online ainda me causa algumas dificuldades. Prefiro o meu ficheiro local, trabalhar sem rede e tal… Mas para colaborar, é claro que online é outra loiça.
    • miguelcortereal 5 Set 2012, às 17:10 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Eu acho que a melhor solução seria realçar o assunto das traduções no site da comunidade Portuguesa do WordPress, metendo lá uns tutoriais a ensinar a fazê-las passo a passo e ensinar a pô-las a trabalhar. Esses tutoriais mencionariam o glossário de termos e os restante critérios básicos. Quem anda por estas andanças na nossa língua acaba sempre por alguma vez cair lá no site, e dos que caem alguns haverão de ter a necessidade de ter traduções que ainda não existem. A partir daí o local melhor para colocar essas traduções são os próprios temas ou plugins, eu já entreguei várias traduções de temas e plugins aos autores, que neste momento acompanham os respectivos e portanto directamente acessíveis no local certo a quem precisar. Quanto à qualidade que possam ter não há muito a fazer terão que os autores zelar por ela ou então quem não gosta que mude a seguir. Quanto ao software base do WordPress que está bem descrito na barra lateral daqui do site logo por baixo dos comentários recentes penso que seja aí que deva estar a preocupação. Em suma, a minha opinião era que se fizessem uns tutoriais a serem colocados no site da comunidade Portuguesa do WordPress para estimular o aparecimento de traduções já incluídas nos próprios temas e plugins.
    • Álvaro Góis 28 Set 2012, às 10:20 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Obrigado Miguel. O ficheiro está numa dropbox e deixei o link acima.
  • Álvaro Góis 8 Mar 2012, às 9:30 Permalink |
    Etiquetas: , functions.php, ideias, , ,   

    Dei de caras com este artigo e fez-me lembrar alguma coisa que o Nuno Morgadinho sugere bastantes vezes. Como é que vocês costumam lidar com esta questão, functions.php do tema vs. plugin?

     
    • Ana Aires 8 Mar 2012, às 12:14 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Plugins, Plugins, Plugins!!! A ideia é separar funcionalidade do design, mudas o theme não perdes a funcionalidade. Se for uma coisa pequena e muito simples já tenho usado apenas o funcitons, mas regra geral crio plugins. A questão da reutilização para outros sites/clientes é também uma razão de peso.
      • Helder Martins 8 Mar 2012, às 12:18 Permalink | Inicie a sessão para responder

        Ana, mas o excesso de plugins não pode levar o wordpress ter perda de performance ?
      • Vitor Carvalho 8 Mar 2012, às 15:07 Permalink | Inicie a sessão para responder

        Eu sou mais de temas-aplicação. Quando crio um tema para um cliente, coloco includes das funcionalidades. Isso é porreiro pois assim o cliente “besbilhoteiro” não se aventura a desinstalar plugins do seu site e dar cabo daquilo ao ponto de ficar irreconhecível (sim, já me aconteceu mais que uma vez…)
        • Ana Aires 8 Mar 2012, às 15:09 Permalink | Inicie a sessão para responder

          O cliente não precisa de ser Admin.
          • jose 8 Mar 2012, às 15:10 Permalink | Inicie a sessão para responder

            nem mais… corres muitos riscos se o cliente for o admin
          • Vitor Carvalho 8 Mar 2012, às 15:12 Permalink | Inicie a sessão para responder

            Isso é discutível 🙂 Depende do tipo de cliente e do tipo de negócio. Por vezes tenho mesmo que “entregar” o software todo ao cliente. Não lhe vou dizer “pois, já não tenho nada a ver com o seu site porém você fica sem admin”… 😛
            • Ana Aires 8 Mar 2012, às 15:55 Permalink | Inicie a sessão para responder

              Claro que é discutível e depende do grau de conhecimento do teu cliente. Há quem perceba há quem não, e que por isso não tenha vantagem em ter acesso admin, até porque ele não sabe o que isso é. Os clientes que podem “estragar” alguma coisa por desconhecimento, por norma são clientes que apenas querem editar conteúdos.
              • Vitor Carvalho 8 Mar 2012, às 16:00 Permalink | Inicie a sessão para responder

                Sim, correctissimo! Isso tens toda a razão. 🙂 Essa fase felizmente já passou, foi muito no início e ainda não tinha “experiência” suficiente para lidar com estas situações. Atualmente isso já não acontece… Felizmente! hehe
        • Dinis Correia 9 Mar 2012, às 12:14 Permalink | Inicie a sessão para responder

          Partilho a opinião do Vitor. Sim, usar plugins tem vantagens mas em casos em que faço um tema para um cliente que *depende* de plugins, tambem faço includes (a lógica e que se entrega um pacote completo e não há possibilidade de alguém apagar ou desactivar plugins – sim sim, talvez o cliente não deve ser admin, mas sou apologista de fazer tudo fool-proof 🙂 )
    • Ana Aires 8 Mar 2012, às 12:26 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Pode, mas mais pelo que faz e como faz do que pela quantidade. Mas não estou a falar criar um plugin por funcionalidade.
    • Nuno Alexandre (@chateaufiesta) 8 Mar 2012, às 14:31 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Eu utilizo o P3 Profiler para ver quais os plugins q estão a ter mais impacto na performance do site. Depois se tiver mm q usar o plugin q está a ter impacto tem ir ver dentro do plugin onde está o “buraco”. Para quem não gosta de ter um plugin para as functions podem sempre usar os Child Themes que permitem ir fazendo upgrade do tema principal e manter as nossas customizações no functions do Child Theme
    • jose 8 Mar 2012, às 15:07 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Bom ponto de vista esse dos Child Themes Nuno ^_^’
  • Álvaro Góis 22 Feb 2012, às 14:21 Permalink |
    Etiquetas: , , ideias, propostas   

    Há uns tempos troquei umas impressões com o Zé Fontaínhas sobre uma proposta a fazer à comunidade. Entretanto foi discutida e aprovada no core-group. Deixo-a aqui para discussão.

    De forma simples, gostaria de propor que a comunidade se associasse formalmente na Efeito Avestruz. Por vários motivos, a associação tem estado parada e, na verdade, o WordCamp’2011 foi a iniciativa mais mobilizadora e realizadora dos objetivos da associação.

    (Mais …)

     
    • Zé Fontainhas 22 Fev 2012, às 14:44 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Como já discutido com o Álvaro antes, eu sou todo a favor. A questão de um nome/marca que faça mais sentido não é, neste momento, o mais importante, portanto sugiro que não se centre o debate nisso.
    • gaspas 23 Fev 2012, às 10:45 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Eu associo-me com muito gosto e estou aqui para o que for preciso para ajudar a associação dinamizar-se a promover-se. Neste momento precisarei de um pouco de orientação mas penso que não será um problema. Penso que o ideal seria criar uma imagem, a apresentação da associação de um modo simples. O que já fizeram e o que se pretende. O regulamento interno já o faz mas penso que poderia ser feito de um modo mais “short”.
      • Álvaro Góis 24 Fev 2012, às 10:52 Permalink | Inicie a sessão para responder

        O regulamento interno é um documento formal que expressa as normas específicas pelas quais a associação se rege, não é um documento de comunicação. É a lei interna, por assim dizer. A proposta iria no sentido de adaptar esse regulamento ao objetivo específico da Comunidade WordPress PT, para que fique claro e que a associação seja, de facto, representativa da comunidade. Toda a comunicação seria passaria a ser dirigida nesse sentido, incluindo a posteriori, o registo de uma marca específica da comunidade. Pensemos no que existe agora como um template, um tema que tem de ser personalizado. Pelo menos é assim que eu imagino.
    • Vitor Carvalho 8 Mar 2012, às 15:27 Permalink | Inicie a sessão para responder

      Eu gosto desta ideia Álvaro. 🙂 De facto ter uma entidade legal a representar a comunidade faz todo o sentido, e visto que a Associação está parada porque não aproveitar esse avanço? Eu gostava de colaborar, seja de que forma for. Posso vir a estar disponível para um eventual lugar numa lista dos órgãos sociais, se for necessário alguém. Um abraço
c
compor novo artigo
j
próximo artigo/próximo comentário
k
artigo anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
iniciar a sessão
h
mostrar/esconder ajuda
shift + esc
cancelar